1961- o Brasil entre a ditadura e a guerra civil

Segunda-feira, final de agosto de 1961. Jânio Quadros renunciara depois de apenas sete meses de governo, alegando que “forças terríveis” se levantavam contra ele. O vice-presidente, João Goulart, em viagem oficial à China, temia voltar ao país – não sabia se, ao chegar, seria empossado ou preso pelos militares contrários à sua posse. Enquanto isso, o então governador gaúcho Leonel Brizola exortava os brasileiros a resistir ao golpe que se avizinhava. A história desses dias tensos é contada aqui pelos jornalistas Paulo Markun e Duda Hamilton num trabalho detalhista e criterioso, essencial para entender um episódio crucial da história recente do país.

 

Tweets RecentesAll tweets