Paulo Markun participa de Encontro Literário em Belém

O Brasil vive um período turbulento em seu cenário político. Escândalos e denúncias feitas nos últimos anos trazem ameaças para a democracia nacional.

Nessa segunda-feira, dia 30, o jornalista Paulo Markun participou do Encontro Literário realizado na Feira Pan-Amazônica do Livro, e dialogou com os seus leitores sobre o período de ditadura vivido no Brasil, abordado em três de seus livros – Brado Retumbante – Na Lei ou na Marra -1964-1968 e Farol Alto sobre as Diretas – 1969-1984; Meu querido Vlado – A História de Vladimir Herzog e do Sonho de uma Geração.

Markun afirma que o evento é um momento importante para a troca de conhecimento entre os participantes: “O trabalho de escrever é um trabalho solitário, demora muito tempo para se fazer um libro e a oportunidade de Feiras, como esta, do encontro com o leitor é uma chance de trocar conhecimento e experiências, e também sentir de que maneira o seu trabalho alcança as pessoas. O Brasil lê muito pouco, então todo esforço que seja feito para estimular as pessoas a lerem mais é essencial”.

Sobre o autor

Escrito por

Jornalista profissional desde 1971, já foi repórter, editor, comentarista, chefe de reportagem e até mesmo diretor de redação em emissoras de televisão, jornais e revistas. Leia mais...

Comente neste post